“Ainda assim, contudo, ainda penso em você, mesmo após suas fugas e sabendo que antes de tudo e qualquer pessoa, quem tem que senti-se segura é você, eu não consigo te odiar. Ainda te acho bonita, acho que ainda mereces minha poesia pobre e barata que você não lê, não sente e que não te interessa. Embora tu causes mais dores que alívios, e mesmo que não mereças, eu te dou tudo o que é meu. Fique com meus textos feios, com minha poesia barata. Fique com meu peito.”

— October, 1994. 
“É tudo uma questão de às vezes. Às vezes eu gosto de você, às vezes não estou nem aí pra você.

Soulstripper.
“É claro que não me arrependo. Você vai ficar dentro do meu coração como uma lembrança de um tempo bom, afinal, era isso que você queria. Então, foi feita a sua vontade. Nesse meio tempo, muitas pessoas passaram pela minha vida. Algumas não tocaram tanto o meu coração, mas o fato é que às vezes é preciso viver de realidade. E foi ela que me salvou.”

Clarissa Corrêa.